Como empreender?

Confira dicas para entender como empreender

Muitas pessoas querem saber como empreender e têm começado um  empreendimento muito mais por necessidade do que por vocação. Ainda mais, como não se preparam corretamente para essa nova atividade o resultado para várias  delas têm sido inevitável e dessa forma acabam fechando as portas de suas empresas antes mesmo de completarem dois anos.

Andréa Alvares, de 49 anos, consultora do Sebrae-SP e coordenadora do Empretec, programa intensivo de formação de empreendedores no mundo, criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), constata que o empreendimento que nasceu, várias vezes, se transformou em mais do que uma opção de renda. Por essa razão, os empreendedores devem buscar conhecimento de qualidade, fazendo pesquisas, conversando com outras pessoas, participando de lives e cursos rápidos e  dessa forma não devem deixar, em nenhum momento, de se questionar em que podem melhorar, esclarece.

Buscar a eficiência, desenvolver um bom planejamento e fazer networking são requisitos importantes para saber como empreender.

No entanto Andréa adverte que ser empreendedor não é o mesmo que ser administrador ou empresário. O empreendedor é um idealista, logo, ele visualiza oportunidades que passam despercebidas para pessoas comuns.

É mais do que discernimento comercial, é mais do que ser organizado ou idealizador, por outro lado, é ter como características próprias o pequeno número de comportamentos que ele sem nem se dar conta.

Segundo Andréa, o Sebrae não trabalha com a ideia de que todo empreendedor já nasce preparado. Eles existem, porém são muito raros. Na  maior parte dos casos temos que ter conhecimento das particularidades e trabalhar penosamente para desenvolvê-las em nós. Digo penosamente porque mudar uma maneira de proceder requer bastante dedicação, comprometimento, resiliência e persistência.

Assim também, um dos primeiros passos para quem deseja empreender é se certificar de que possui o perfil correto. Os atributos mapeados pela ONU e utilizados pelo Sebrae como os mais desenvolvidos dentre empreendedores são busca de iniciativa e oportunidade, perseverança, correr riscos com cautela, exigência de eficiência e qualidade, engajamento, procura de informações, criação de metas, planejamento, acompanhamento sistemáticos , rede de contatos e persuasão, autoconfiança e independência.

Como empreender?
Desenvolva sua habiliade empreendedora.

Para se desenvolver, uma pessoa precisa se qualificar, trocar ideias com outras pessoas e planejar metas concretas

A consultora também sugere a quem quer empreender que faça a formalização da sua empresa. Assim também terá mais chances de fechar linhas de créditos, fechar parcerias, receber subsídios do governo e exportar. Da mesma forma também vai ser possível planejar metas, pautar com mais atenção às ações a serem implementadas no seu negócio para que não seja necessário ficar refém do looping eterno de vender hoje apenas para pagar contas noutro dia.,  aconselha.

Sob o mesmo ponto de vista, ela avalia ainda procurar qualidade naquilo que realiza é primordial para que o empreendedor alcance sucesso.

“Já há muito tempo que qualidade num produto ou serviço deixou de ser diferencial competitivo. É dever de qualquer empresa vender produtos ou oferecer serviços com qualidade. É algo básico e não se sobrevive em nenhum mercado sem isso”, alerta.

Andréa ainda orienta que o empreendedor seja envolvido com seu negócio. “Tenha resiliência e vontade se sempre superar-se. Capacite-se, troque percepções e ideias com diferentes empreendedores, pesquise outras maneiras de oferecer seu serviço ou produto, procure sempre informação de forma mais rápida e que satisfaça ao seu cliente. Creia na sua ideia. Estabeleça metas, se planeje e busque os cursos e consultorias do Sebrae”, finaliza.

Entenda como desenvolver suas habilidades empreendedoras

  1. Seja perseverante. A perseverança não admite que você desista antes da hora, mas não confunda perseverança com ser teimoso. Ser perseverante inclui crer em uma ideia e realizá-la, ainda que você tenha que mudar seu planejamento, ao passo que a pessoa teimosa não aceita mudar nada.
  1. Aprimore a sua visão. Quem tem espírito empreendedor prevê suas próprias possibilidades ainda que em tempos difíceis, o que significa compreender e apostar nas melhores alternativas, além de instituir conexões com clientes e fornecedores de maneira que facilite o seu trabalho.
  1. Busque qualidade e eficácia. Ainda que você trabalhe por conta própria, sem funcionários ou sócios, vai ter que lidar diretamente com seus fornecedores e clientes. Imponha a si mesmo e a eles certas medidas. Isso vai contribuir com seu serviço ou produto mais estimado no mercado.
  1. Estude e atualize-se sempre. O mundo está constantemente evoluindo e em vários aspectos ele é delicado, não linear, veloz e incompreensível. Nesse ínterim se manter atualizado é indispensável para a sobrevivência não apenas de empresas mas igualmente de todos os profissionais nos mais variados empreendimentos e atividades.
  1. Faça cálculos de seus riscos. Tenha consciência  do tamanho e potencial do seu negócio, da sua capacidade e calcule todas as consequências de suas decisões. Todo negócio gera riscos, porém não adianta ser corajoso se não houver uma generosa dose de prudência e esforço para diminuir tanto quanto possível as chances de fracasso. 
  1. Tenha foco e firmeza. Tenha foco, estude o seu negócio e seu público-alvo, faça planejamentos. Mantenha calma tempo e dedicação um negócio por vez. Assim também você terá bons resultados e maior confiança em outras chances de negócios e desafios.

Você vai gostar de ler também:

Como ser produtiva

ESG o que é?

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.